Ir para o conteúdo Pule para a barra lateral Pular para o rodapé
Banner_728x90px
Banner_728x90px

Maceió garante R$ 210 mil para apoiar o Centro Cultural Arte Pajuçara


A Prefeitura de Maceió anunciou nesta sexta-feira (4), através da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), a destinação da verba de R$ 210 mil para ser distribuída entre diversas atividades culturais a serem desenvolvidas durante 14 meses, no Centro Cultural Arte Pajuçara.

O recurso partiu de uma emenda proposta, em 2019, pela deputada federal Tereza Nelma, mas permaneceu travado por quase três anos por problemas no andamento do convênio 894299/2019 – Cidades das Artes.

Com a alteração deste convênio, um novo plano de trabalho foi encaminhado pela FMAC para que a verba fosse liberada. “Esse resgate faz parte do processo de revisão de convênios e contratos que estamos promovendo dentro da pasta da cultura do município, com o objetivo de destravar recursos e ampliar a eficiência. Quem sai ganhando é a sociedade”, afirma João Lyra, presidente da Fundação.

Precedido pelo Art Pajuçara 1 e 2 e pelo extinto Centro Cultural SESI, o Centro Cultural Arte Pajuçara comporta um cinema (Sala Elinaldo Barros), um auditório (Sala José Carlos Lyra), uma Galeria de Arte e o Café Arte Pajuçara.

Localizado na Orla da Pajuçara, o espaço está na memória afetiva dos maceioenses e oferece programação cultural de qualidade há mais de 40 anos, sendo referência de cultura alternativa musical, cênica e audiovisual.

A assinatura deste termo firmado entre a Prefeitura de Maceió e o Centro Cultural Arte Pajuçara disponibilizará  aos artistas locais e coletivos culturais 15 pautas mensais, durante 1 ano e 2 meses, para que possam realizar ensaios, exposições, apresentações artísticas, bem como, possibilitar que o público em geral possa assistir aos ensaios abertos de forma gratuita, incluindo as sessões de cinema com filmes alagoanos, o que fomenta a divulgação do cenário audiovisual local.

O Centro Cultural também será aberto para atender as crianças e adolescentes da rede pública de ensino que, em sua maioria, não possuem acesso à cultura por questões financeiras. As ações irão beneficiar mais de 2.000 pessoas, por mês, entre público e artistas.

Assessoria

What's your reaction?
0Smile0Lol0Wow0Love0Sad0Angry

Deixe um comentário