Ir para o conteúdo Pule para a barra lateral Pular para o rodapé
Banner_728x90px_PRORROGADO
Banner_728x90px_PRORROGADO

Coordenador da Lei Seca afirma que usuários de aplicativos e grupos que driblam blitz podem ser presos em flagrante

O Coordenador da Lei Seca em Alagoas, Sérgio Ronaldo, em entrevista ao Jornal da Mix segunda edição, repudiou todos e quaisquer grupos ou aplicativos que informam a localização de blitz da operação Lei Seca.
“É uma situação não recomendável…pode ser que amanhã ou depois uma dessas pessoas se envolvam em acidente e aquele aviso de blitz apenas feriu ou machucou algum familiar, resolveu em nada”, afirmou Sérgio.

A Operação Lei Seca, além de estar presente nas ruas das cidades, também investiga grupos de whatsapp e aplicativos que driblam a fiscalização, porém, o controle é ainda mais complicado por conta da facilidade da criação de novas comunidades diariamente.

“Além de atrapalhar todo o trabalho da fiscalização, quando denunciado ou pego em blitz utilizando aplicativo, o motorista pode ser preso em flagrante”, frisou o coordenador.

What's your reaction?
0Smile0Lol0Wow0Love0Sad0Angry

Deixe um comentário